11/04

CDs mais vendidos:
1 –
Bonde do Tigrão
2 – Fala Mansa
3 – Guns ‘N’ Roses
4 – Harmonia do Samba
5 – KLB
6 – Sandy & Junior
7 – Belo
8 – Lara Fabian
9 – Bombahia
10 – Um anjo caiu do céu

Alguém precisa tomar uma atitude de “sujeito homem”.

Morte à indústria da música, e às trevas que assombram toda e qualquer forma de expressão autêntica, livre, e por conseguinte, benéfica.

Esta não é uma retórica datada, e sim uma manifestação em busca do espaço para quem realmente produz conteúdo. O império medieval das associações de direitos autorais, chafurda o “lado negro da força”, e dança conforme a idiotização das massas, engarrafando chorume para vender como perfume.

“Maestro” Záccaro e Don de Louise.

8/04

Baseado no lamento profundo sobre a perda do show do Mark Knopfler, e na masturbação psicológica à qual venho me submetendo desde então, ouvindo toda a discografica do rapaz, o compadre Hiro resume: “Uma punheta auditiva nao vale uma foda sonora.”.

4/04

Falando em dinheiro… Eu ia comentar que falta pouco para a chegada do G4, e, digitei o modelo com [shift] pressionado, sem querer.

Tudo fez sentido.

Estava organizando meus textos, e olhei para o Barney, cochilando ao lado da cama, numa expressão de serenidade plena, uma paz tão própria, que não haveria o que retocar. Há alguns anos, eu era incapaz de prever tamanho apego por uma criatura “não humana”.

O cão é a nossa extensão emocional, primitiva, e por assim dizer, sincera. Não escolhemos nossos parentes, e sim os amigos mais chegados. E o Barney certamente o é.

Com a licença dos nobres leitores, e em sinal de profundo orgulho, trago um ponto de vista daquele que é cão mais vistoso destas cercanias:

« Pgina Anterior
 

Powered by WordPress