23/11

A verdadeira tecnologia é artesanal.

Apresentação impecável e sintonia natural em três décadas de estrada. O Power Trio justifica a fama com Alex Lifeson, Geddy Lee e a usina de demolição Neil Peart. Por A, B ou C, as soluções independentes constroem um prazeroso repertório de mesma origem. Coisa séria.

A multidão masculina só remete à promessa de evitar grandes e estressantes shows, mas o corpo entende. As exceções, sempre elas.

22/11

Não há nada que um bom dia de surto não cure.

Nos menores vidros cabe muito pouco.

21/11

Diante do arrependimento, a prostituta se viu passiva de erro.

20/11

Geddy Lee e seus companheiros concordam em algum ponto com Mark Knopfler – no que endosso parcialmente – sobre o comprometimento da imaginação pelo videoclipe. Seria o caso de atrasar a estréia visual?

19/11

Maldigo feriados, onde a cidade jaz. Descanso é outra coisa.

17/11

O problema é que a imaginação é tratada como intangível.

16/11

O desmando oficial – da urna ou do tiro – não desce a garganta? Acredite em poder transversal.

Você percebe o tempo, ao lembrar do trabalho com Ventura 2.0 para DOS – sem mouse –, e da Letraset.

14/11

Três garrafas de vinho, licor, acepipes e uma fausta refeição. Cinco horas de prosa para saudar tantos e quantos bons momentos constituem o sólido compromisso. Boa música, boa fala, bom ouvido. Cinco anos, cinco sentidos.

A alma agradece um carinho. Nós, também.

Ainda que surgida poucos meses antes, estabelecemos o fechamento de arquivo (para fotolito) do Design de Bolso como data para uma comemoração oficial da empreitada.

Há meia década, renascemos.

12/11

Para o batismo, a indústria eletrônica estabelece uma relação numérica inversamente proporcional ao potencial.

T-4500? Escolha o M-3.

Por que é que a reclamação sobre a perda de contato só imputa responsabilidade ao outro?

« Pgina Anterior Prxima Pgina »
 

Powered by WordPress