30/04

E são tantas as emoções, que eu quase esqueço da declamação do Imposto de Renda.

29/04

Aprender a lidar com uma perda é entender a morte súbita de um HD de 120 GB, contendo a metade em mp3, alguns tantos arquivos importantes de um trabalho que vai ao ar na próxima segunda, as bases do meu curta, entre outras tantas peças que coroam uma semana amaldiçoada. Seja qual for o autor, parabéns. Eis um profissional do ramo.

Mas a fé, que não costuma falhar, nos salvará. Oremos pela recuperação.

28/04

Pode ser a paranóia, reflexo da má experiência nos contatos relativos ao meu livro, mas é intrigante o silêncio de alguns desde a metade do processo de finalização do meu curta. Pode ser uma coincidência, também. Pode ser qualquer coisa. Mas pode ser estranha, sem dúvida, tamanha diversidade e similaridade.

Eu prefiro as máquinas, definitivamente.

27/04

Há sintonia, ou vivemos um descompasso entre o conteúdo verbal e gráfico das publicações?

“Grávido”, teria um filho com a cara da Ana Hickmann.

26/04

Durma um ano. Direto.

25/04

Já dizia o Ricardo Leite, que em dado momento da vida, pela própria natureza do tempo e do mercado, várias de nossas relações próximas atingem postos de comando em empresas ou instituições, potencializando os contatos e seus resultados.

Ainda não é o momento, mas vamos aguardando amizades no board de Bancos, Restaurantes, Termas e demais.

Campos, finalmente. E não foram somente as boas palestras, os novos e antigos encontros ou mesmo a irrepreensível organização. Foi o apanhado, o dado positivo que perseverou sobre qualquer outro fator, mesmo aquelas previsíveis e azedas presenças no rol convidado. Tudo de acordo, tudo bacana.

Ainda que bem recebida, lamento pela ausência de valiosas colocações em nossa palestra. A memória, traiçoeira, compromete mais uma vez.

No mais, excelentes e diferenciadas apresentações – coisa rara. É a comissão organizadora, que na figura da Adriana merece os meus mais fortes cumprimentos. Parabéns, moçada!

20/04

Sigo hoje para o Encontro Regional dos Estudantes de Design, no caso, dos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo. Em paralelo, a busca pelas origens do clã Moretto, um nobre trabalho de arqueologia comparada partindo da sede do MoMA – Museum of Mateus, em São Fidélis.

Hasta!

19/04

Habemus mais o que fazer.

Planeta redondo não tem esquina.

18/04

E o processo das inundações coronarianas continua misterioso quanto à origem, enquanto a torneira permanece em abertura nos últimos anos.

O medo, repito, é entrar em crise quando uma geladeira for entregue pela “Porta da Esperança”.

E pode não demorar.

Prxima Pgina »
 

Powered by WordPress